Como evitar a rinite alérgica no ambiente de trabalho

alérgenos rinite alérgica sintomas da rinite

15 de Novembro de 2016

Há muitas substâncias no ar inalado que podem causar sintomas e doenças das vias aéreas superiores1, como a rinite alérgica, um problema inflamatório crônico da mucosa nasal desencadeado pelo contato com alérgenos2.

Os gatilhos das crises mais comuns são ácaros, poeira, fungos, mudanças bruscas de temperatura, odores fortes, fumaça de cigarro, inalação de ar frio e seco4.

Mas o ideal para prevenir o problema é ficar longe do que desencadeia os sintomas. Porém, com a qualidade ruim do ar e com o pó que se acumula em cada cantinho, nem sempre isso é fácil5.

Uma boa dica, então, é cuidar da limpeza do ambiente domiciliar e de trabalho para ajudar na prevenção da doença5.

Quem tem rinite alérgica e passa muito tempo dentro de um escritório sabe que o ar-condicionado é um dos grandes inimigos1, em especial quando não está com a manutenção em dia. Por isso, se possível, é recomendado colocar no ambiente desumificadores e esterilizadores5.

Outra medida para tornar o local livre de alérgenos é sempre deixá-lo arejado e ensolarado. Mantenha a sua mesa limpa, evitando o acúmulo de pó, objetos e papéis5.

O tratamento da doença envolve diversas opções terapêuticas para alívio e prevenção de sintomas, incluindo soluções salinas descongestionantes nasais, anti-histamínicos e corticoides tópicos nasais. Em alguns casos, pode ainda ser necessário o tratamento com vacinas antialérgicas3.

Agora, o mais importante: siga as orientações do seu médico e realize o tratamento durante todo o período prescrito, mesmo na ausência dos sintomas. Só assim você mantém a rinite alérgica sob controle, impedindo que ela te incomode no seu trabalho e na sua rotina.

Referências

1. ERICSON BAGATIN e EVERARDO ANDRADE DA COSTA. Doenças das vias aéreas superiores. 2006. In: J Bras Pneumol;32(Supl 1):S17-S26. Disponível em: Acesso em: 18 jul. 2016.

2. CLÁUDIA REGINA FIGUEIREDO. Rinite alérgica. Disponível em: Acesso em: 18 jul. 2016.

3. DOUTOR DRAUZIO VARELLA. Doenças e sintomas: Rinite alérgica. Disponível em: . Acesso em: 18 jul. 2016.

4. II CONSENSO BRASILEIRO SOBRE RINITES. 2006. In: Rev. Bras. Alerg. Imunopatol. – Vol. 29, Nº 1. Disponível em: Acesso em: 18 jul. 2016.

5. MÔNICA AIDAR MENON MIYAKE. Rinite alérgica: tratamento e perspectivas. Disponível em: Acesso em: 18 jul. 2016.

6. DOUTOR DRAUZIO VARELLA. Asma. Disponível em: Acesso em: 18 jul. 2016.

BR/FF/0063/15 – AGO 16

POST ANTERIOR

Rinite alérgica: uma doença com muitos impactos na qualidade de vida

PRÓXIMO POST

Cuidados importantes no ambiente para o controle da Rinite Alérgica

Comentários (2)

| Quero comentar também

GSK | 28 de Novembro de 2016

Olá Jessica! Consultar o médico especialista é muito importante, pois, o mesmo poderá lhe indicar o tratamento mais adequado ao seu caso para prevenir crises e lhe orientar com todos os cuidados diários que você deve ter para controlar os sintomas. Para acompanhar nossas publicações, é só navegar e aproveitar todas as dicas dos posts. Um abraço, Equipe Blog Chega de Asma e Rinite GSK

Jessica | 27 de Novembro de 2016

Quem trabalha com construção civil consegue se manter longe das crises ?

Envie seu comentário

Seu e-mail não será publicado
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.